Arquivo para categoria Como Aprender Inglês

Dicas sobre como aprender inglês para obter os melhores resultados.

7 dicas para se tornar fluente ‘na raça’!

A dica pra você hoje é de Ryan Sink, um americano que aprendeu alemão do zero (pode acreditar!). Ele se mudou para a Alemanha anos atrás e conseguiu chegar na fluência sozinho – veja as dicas preciosas dele abaixo. Eu quero que TODOS vocês consigam entendê-las, e por isso traduzi o artigo para português (após o original em inglês.)

7 Tips for Becoming Fluent Quickly and Effectively – From a Language Learner and Teacher

1 Listen First

I am a native English speaker from the United States. However, I did not start speaking in the delivery room on the day I was born. Like you, I LISTENED to my native language for many months before I ever tried to speak.

dicas para se tornar fluente

Ryan Sink became fluent in German

Speaking is NOT the first step in becoming more fluent; listening is. Learning German as a second language showed me that, as with learning as a baby, you improve best by listening to words and phrases hundreds of times before saying these yourself.

 

2 Basic Math

Although there are many exceptions, English and German both have basic universal mathematic formulas at their core. For example, to express a potential and realistic future situation in English, the formula is

“IF + VERB1, CAN/WILL + VERB1” (If I go to work tomorrow, I will see my boss)

For an improbable or unrealistic future situation the formula is

“IF + VERB2, COULD/WOULD + VERB1” (If I went to work tomorrow, I would see my boss)

I didn’t focus on grammar all the time when I learned how to speak German more fluently, but I did memorize simple formulas for different situations to make sure my main message was understood correctly.

 

3 Immediate Repetition

Not only am I bad at remembering words and phrases, I also very easily lose focus in conversations. Both of these problems are solved by repeating what you hear as quickly as possible. In German conversations, whenever someone uses a word or phrase which is new to me, I use this same word or phrase in the next thing I say in that conversation.

“Shadowing” is a popular technique where you listen and repeat what you hear immediately afterwards, but you can do the same thing in normal conversations. All you need to do is wait a few more seconds until it is your turn to speak and then use the word or phrase in context.

 

4 Cultural Events

Languages are connected to culture and learning a new language involves learning the culture behind it, no matter if this is a local, regional, national, or company culture. When I moved to Germany, I went to as many different cultural events as possible.

Much of my German fluency comes from words, phrases, and melodies I have experienced at sporting events, city festivals, wedding receptions and birthday parties. Even if you don’t live in a country which uses the language you want to learn, you can find and experience events like these online.

 

5 Mixed Conversations

I have found speaking with native and non-native speakers together to be very advantageous. First, as a third party, you are able to listen and experience a conversation first-hand.

You can learn a lot from the non-native speaker about how the language technically works, and sometimes they actually speak more correctly than the native speaker. From the native speaker you can hear how to say everything more naturally.

 

6 Focused Terms

I have worked as an English Language Teacher and Coach with many clients, and the most successful people are ALWAYS the ones with focus. They know exactly why and how they are going to use this new language.

Especially when it comes to words and phrases, it is vitally important that you FILTER OUT vocabulary which is not necessary for your specific goals. If you need English for selling computer software, make sure that all of the words and phrases you practice are important for describing your software and selling this to potential customers.

 

7 Embrace Mistakes

Confidence will take you further when using a second language than your actual language skills. Part of being confident is not worrying about making mistakes.

It is great to notice when you say something incorrectly; this is part of the process. But instead of trying to speak perfectly, speak WITHOUT thinking and then when you hear yourself make a mistake, just try to say it better the next time.

Ryan Sink is a Podcast Host and English Language Coach who lives in Munich, Germany. You can listen to his podcast, Business English Q&A, at Business English Q&A. And be sure to look out for his upcoming podcast episode with yours truly, Ana Luiza Bergamini!

 

 

Leia o artigo traduzido para o português:

7 dicas para se tornar fluente rapida e eficientemente – por um professor e aluno de línguas

1   Ouça primeiro

Eu sou um falante de inglês nativo dos Estados Unidos. Mas eu não comecei a falar na sala de parto no dia que eu nasci. Como você, eu OUVI minha língua nativa por muitos meses antes mesmo de tentar falar.

Falar NÃO é o primeiro passo para se tornar mais fluente; mas sim ouvir. Aprender alemão como segunda língua me mostrou que, assim como um bebê que está aprendendo, você progride mais ouvindo palavras e frases centenas de vezes antes dizê-las.

2  Matemática básica

Embora haja muitas exceções, tanto inglês quanto alemão seguem essencialmente fórmulas matemáticas básicas. Por exemplo, para expressar uma situação realista em potencial em inglês, a fórmula é

“IF + VERB1, CAN/WILL + VERB1” (If I go to work tomorrow, I will see my boss)

Para uma situação improvável ou não muito realista a fórmula é

“IF + VERB2, COULD/WOULD + VERB1” (If I went to work tomorrow, I would see my boss)

Eu não foquei em gramática o tempo todo quando eu aprendi a falar alemão com mais fluência, mas eu memorizei, sim, fórmulas simples para situações diferentes para ter certeza que a mensagem principal (do que eu dizia) fosse compreendido corretamente.

3  Repetição imediata

Além de eu não ser bom para lembrar de palavras e frases, eu também me distraio facilmente quando estou conversando. Esses dois problemas são resolvidos repetindo o que você ouve o mais rápido que você puder. Nas conversas em alemão, toda vez que alguém usa uma palavra ou frase nova pra mim, eu uso essa mesma palavra ou frase na próxima coisa que eu disser na conversa.

Shadowing é uma técnica popular, em que você ouve e repete o que ouviu imediatamente, mas dá para fazer o mesmo em conversas normais. Tudo que você precisa fazer é esperar alguns segundos – até que seja sua vez de falar – e então usar a palavra ou frase no contexto da conversa.

4   Eventos Culturais

Idiomas estão ligados à cultura e aprender uma nova língua envolve aprender a cultura por trás dela, seja essa cultura local, regional, nacional ou de uma empresa. Quando eu me mudei para a Alemanha, eu fui a todos os eventos culturais que consegui.

Muito da minha fluência em alemão vem de palavras, frases e melodias que eu conheci em eventos esportivos, festivais, festas de casamento e de aniversário. Mesmo que você não viva em um país que usa a língua que você quer aprender, pode encontrar eventos como esses online.

5  Conversas ‘mistas’

Eu percebi que conversar com nativos e não-nativos ao mesmo tempo é bastante vantajoso. Primeiro que, sendo a terceira pessoa na conversa, você consegue ouvir e viver a conversa em primeira mão.

Dá pra aprender muito com o falante não-nativo sobre como a língua funciona tecnicamente, e às vezes ele/ela fala mais corretamente que o nativo. Com o nativo, você pode ouvir como dizer tudo com mais naturalidade.

6  Foco no vocabulário

Eu já trabalhei como professor de língua inglesa com muitos clientes, e as pessoas mais bem sucedidas são SEMPRE as que tem foco. Elas sabem exatamente porque e como vão usar esse novo idioma.

Especialmente em se tratando de palavras e frases, é de vital importância que você PENEIRE e jogue fora vocabulário que não é necessário para seus objetivos específicos. Se você precisa de inglês para vender software, faça com que todas as palavras e frases que você pratica sejam importantes para descrever seu software e vendê-lo para seus clientes potenciais.

7  Aceite seus erros

Confiança é algo que te leva mais longe ao usar uma segunda língua do que suas habilidades linguísticas. Não se preocupar em cometer erros faz parte de se sentir confiante.

É ótimo perceber quando você diz algo incorreto; faz parte do processo. Mas em vez de tentar falar com perfeição, fale SEM pensar e então, quando ouvir você mesmo cometendo um erro, só tente falar isso melhor da próxima vez.

Ryan Sink é um podcaster e coach de língua inglesa que mora em Munique, Alemanha. Você pode ouvir seu podcast, Business English Q&A no site de mesmo nome, Business English Q&A. E não perca o episódio com a Ana Luiza aqui do blog, em breve!

5 maneiras de obter pontuação 7 ou mais no exame oral do IELTS

 

O artigo de hoje, recheado de dicas super práticas sobre o exame oral do IELTS, é de Jessica Beck do All Ears English. Se você tem qualquer interesse nesse exame, aproveite! Esse é um dos poucos artigos em português com ‘inside tips’ de alguém que trabalhou com IELTS por anos, feito especialmente pro Inglês Online e seus leitores (você :-)). Preste uma atenção especial ao ítem #2, “Jogue fora seu livro de gramática” – muito interessante…

Veja abaixo 5 maneiras de se preparar e ter sucesso no exame oral do IELTS:

 

#1 – Saiba o que o examinador do IELTS quer

No exame oral do IELTS você precisa saber o que o examinador quer, para que você possa criar o seu plano de estudo de maneira inteligente e planejar bem como você gasta seu tempo se preparando. É nisso que você será avaliado:

  • Fluência e coerência: O examinador foca no quão facilmente você fala, e como organiza suas ideias. Evite usar “mm” e “ah” ou pausas longas. Use bastante conectivos como “no entanto” e “além disso”.
  • Recursos lexicais (vocabulário):Na parte Oral 1, onde as perguntas são casuais, você deve usar gírias nativas tanto quanto você puder. Tente usar “super” ou “awesome” ou “amazing” para descrever uma idéia. Atenção: na parte Oral 3 você precisa usar vocabulário acadêmico mais formal.
  • Alcance e precisão gramatical. O examinador considera o quão complexas suas frases são e quantos erros você comete. Use frases simples, compostas, e complexas.
  • Pronúncia: O examinador foca na clareza com que você fala. Use entoação e sentimento em sua voz. Não se preocupe em soar ‘bobo’, e tente falar com força e confiança.

 

exame oral do IELTS

#2 – Jogue fora seu livro de gramática

Agora que você já sabe o que o examinador está querendo, você sabe que não pode ter aquela antiga abordagem de aprendizagem de inglês para o IELTS. Isso é um exame, e se você se preparar para ele de um modo inteligente e fizer bom uso do seu tempo, irá obter a pontuação que precisa. Mas se você fizer o que sempre fez em aulas tradicionais, não vai atingir a pontuação que tem como objetivo.

Quando se trata de gramática, faça o seguinte:

  1. Esqueça pequenos erros de preposição e tempos de verbo que não interessam. Este não é o momento de se preocupar com esses pequenos erros.
  2. Concentre-se nas estruturas da frases. Você precisa de frases simples, compostas, e complexas. Trabalhe na construção dessas, tanto em prática de conversação e em sua escrita.
  3. Se você tiver uma pequeno erro de gramática no teste, ele não vai prejudicar seriamente a sua pontuação. Siga em frente e mantenha-se concentrado.

 

# 3 – Foque nas áreas que você pode melhorar mais rápido do que a gramática e defina o seu plano de estudo diário

Você sabe que não deveria estar se concentrando muito na gramática quando você está se preparando para o IELTS… Então no que você deve se concentrar? Faça isso:

  1. Use entonação na sua voz para aumentar sua pontuação na pronúncia. A sua pontuação na parte Oral é uma média. Você tem mais chance em elevar sua pontuação média através de uma pontuação maior na pronúncia, e você pode fazer isso facilmente adicionando sentimento, entusiasmo e ritmo na sua voz. Varie o tom de voz. Não fale em um único tom. Faça com que o examinador fique interessado em ouvir você.
  2. Use idioms e phrasal verbs em todas as questões do exame Oral. Você pode se preparar ao aprender 4 ou 5 idioms que estão relacionados com os tópicos comuns do exame oral. Tópicos comuns da Parte Oral do IELTS incluem trabalho, estudo, casa, alimentação, exercício e saúde.

 

#4 – Se você ficar nervoso, use isso como uma oportunidade

Vamos imaginar que você está no meio da parte Oral 3 e você acabou de receber uma pergunta do examinador. De repente te dá um branco, e você não consegue pensar direito. Você começa a se sentir ansioso. Aqui vai o que você deve fazer:

  1. Respire profundamente, sinta seus pés no chão
  2. Observe o que está acontecendo
  3. Articule o que está acontecendo: esta é uma oportunidade onde você pode mostrar ao examinador que a sua capacidade de comunicação é flexível e você pode até conseguir aumentar a sua pontuação nesse momento. Tente usar um idiom como “My mind just went blank.”

 

# 5- Não foque em dar a resposta “certa”

Isso é um teste oral. Não se trata de um teste de história ou um teste de seus conhecimentos culturais. Não há respostas certas ou erradas. O examinador só está preocupado com o quão bem você se comunica. Se você não tiver informações na ponta da língua para responder diretamente à questão, pense em como a questão se relaciona com você e conte uma história pessoal. Tente amarrá-la à pergunta original o quanto você puder.

 

Lindsay McMahon e Jessica Beck são cohosts do conhecido podcast IELTS Energy from All Ears English.Lindsay e Jessica dão instrução, motivação e inspiração para os alunos em preparação para o exame IELTS quatro vezes por semana. Elas também oferecem um curso chamado 3 Keys IELTS Success System onde elas dão as estratégias e plano de estudo que você precisa para uma nota 7 ou mais. Clique aqui para obter o 7 Easy Steps to a 7 or Higher on IELTS.

Como Aprender Inglês Com Música?

A dica de hoje é do professor Jota Filho.

Será que é possível aprender inglês com música?

Inglês com músicaSe sim, como?

Bom… Esta dica tem como objetivo falar sobre esse tema e te mostrar que é possível, sim. Aqui também serão abordadas algumas técnicas que farão com que o seu aprendizado através da música seja bem mais efetivo e proveitoso.

O artigo será divido em três etapas, que vão te apresentar o melhor caminho a seguir para aprender esta maravilhosa língua.

Aqui vão elas:

Etapa 1: Aprender inglês com música funciona?

Aqui nesta etapa, você vai entender porque estudar desta maneira em inglês é efetivo e como isso funciona para te fazer aprender o idioma.

Etapa 2: Três bons motivos para usar uma canção como ferramenta

Conheça 3 bons motivos para – não importa o curso que você faça, online ou presencial – estudar também através de canções em inglês. Isso pode ser considerado uma atividade extra que vai te trazer resultados bastante satisfatórios.

É importante lembrar que quanto mais você ouvir inglês, melhor será o seu aprendizado da língua. Certamente você vai falar melhor, vai saber ouvir mais e não vai ficar tão perdido ao tentar se comunicar.

Etapa 3: Desafio dos 7 dias e plano de ação.

Nesta parte eu vou te apresentar um DESAFIO. Isso mesmo! E se você aceitar o desafio, seu inglês vai melhorar muito em apenas UMA SEMANA.

Imagine se você o realizar todas as semanas… Imagine se você tornar esta atividade um hábito! Dentro de um mês seu inglês estará absurdamente melhor.

Vou te mostrar um cronograma de estudo que necessita apenas de 30 minutos do seu dia para que você o coloque em prática. São exercícios diários simples e fáceis de serem realizados, e que tem impacto direto no seu inglês.

Eu acredito que com essa rotina de estudo semanal, mais o curso online da Ana Luiza, você irá achar a combinação perfeita para aprender inglês RÁPIDO e sem ENROLAÇÃO.

Agora que você entendeu o artigo, continue a fazer a leitura (com atenção!)

 

Aprender inglês com música funciona?

Esta é uma resposta simples: músicas funcionam, pois estudando através delas você aprimora as principais habilidades necessárias para falar inglês. Se você ouvir muitas canção em inglês, vai melhorar o seu listening. Ao ouvir inglês em grande quantidade, consequentemente você começa a compreendê-lo de maneira mais natural (tão natural quanto sua compreensão do português.)

Quanto maior a quantidade de inglês ouvida, mais rapidamente ele é assimilado por você. Seu cérebro vai se acostumando com o que você ouve nas canções, e assim você começa a entender o inglês falado com maior facilidade.

O maior problema apresentado por quem estuda inglês é a dificuldade de ouvir e entender o inglês falado. Isto acontece porque muitas pessoas aprendem a escrever e a ler antes de aprender a ouvir e a falar, o que pode prejudicar o aprendizado e causar uma falsa impressão de conhecimento da língua.

A maioria dessas pessoas já passou por situações bem constrangedoras ao tentar falar inglês com outra pessoa: elas certamente não conseguiram estabelecer um diálogo, pois não sabem falar inglês. Elas apenas sabem escrever e ler em inglês.

Para não sofrer frustrações ou passar por momentos constrangedores como este, é necessário que de fato você treine a principal habilidade que te possibilita se comunicar em inglês. Ela é o seu listening (capacidade de ouvir e entender), que consequentemente melhora sua conversação.

3 bons motivos para estudar com músicas em inglês

Motivo 1: Você vai treinar e praticar o seu listening. Se leu o artigo até aqui, sabe que o listening é a habilidade mais importante se você deseja aprender a falar inglês. Sendo assim, ouvindo muita música o seu ouvido irá se adaptar ao inglês e o inglês mesmo irá fazer com que você o entenda, de maneira natural.

Motivo 2: Você vai aprender expressões novas com frequência ao ouvir uma nova canção (e olhar a tradução). É recomendado que você compreenda a letra em inglês, já que só assim conseguirá aumentar o seu vocabulário de expressões e palavras que, um dia, irá usar ao falar.

Motivo 3: Você sentirá prazer em estudar inglês. Estudar ouvindo músicas pode parecer um sonho, mas não é (ainda mais para os amantes das canções). Seus resultados serão muito melhores se você sentir prazer em estudar. Quando sentimos prazer no que fazemos, tudo flui de maneira mais fácil, rápida e divertida.

Desafio dos 7 dias e plano de ação

Escolha uma canção que você gosta muito. Ela precisa ser em inglês, claro! Aqui vai uma indicação minha: recomendo a canção Imagine, de John LennonOu você pode clicar no link e conhecer as 7 Melhores Músicas para se Aprender Inglês (FÁCIL).

Em resumo: ouça a canção escolhida o maior número de vezes que você puder durante o dia, durante todos os 7 dias, e separe 30 minutos por dia para estudar a música de fato. Use esses 30 minutos diários de acordo com o cronograma abaixo:

aprendendo inglês com musicaDia 1: Ouça a canção muitas vezes e passe 30 minutos prestando atenção na letra – apenas ouça com foco total no inglês.

Dia 2: Ouça a música acompanhando e tentando cantar a letra, fazendo a leitura da letra enquanto ouve.
Então, ouça e cante 4 vezes e logo após olhe a tradução, observando a relação entre as palavras em inglês e as palavras em português.

Dia 3: Faça o mesmo que o dia 2, porém nesse dia escolha algumas palavras que você já aprendeu e forme 2 frases com elas. Grave você mesmo falando as frases e depois isso ouça a gravação. Faça uma auto-avaliação e veja se a frase faz sentido para você.

Dia 4: Faça o mesmo que no dia 3: forme mais 2 frases, agora com palavras diferentes da canção. Grave você falando as frases da e ouça-as com o mesmo intuito, sempre com a intenção de saber se você está pronunciando da mesma maneira que ouve na canção. 

Dia 5: No dia 5 você vai fazer a cópia da canção e a tradução, dessa maneira:
(Frase em inglês) Imagine all the people
(Tradução) Imagine todas as pessoas 
Escreva toda a canção dessa maneira e faça as relações entre português e inglês. Então, grave mais 4 frases novas, de preferência com palavras novas. De novo, ouça as frases e avalie sua pronúncia.

Dia 6: Ao começar seu período de 30 minutos, pause a canção, leia a letra em silêncio, e leia em voz alta “copiando” a pronuncia que você tanto ouviu durante os dias passados. Lembra-se as 8 frases já construídas até aqui? Pois bem, grave-as novamente, uma a uma. Avalie se houve melhora na sua pronúncia (é provável que sim). 

Dia 7: Ouça a canção e cante sem acompanhar a letra. Em seguida, grave as mesmas 8 frases, repita cada uma duas vezes e tente criar um contexto entre elas.

 

Que resultados esperar do desafio “Inglês com Música”?

Se você seguir o desafio de maneira correta, seu inglês vai decolar. Imagine se você faz isso com uma canção por semana…?

Lembre-se que cada atividade citada deve ser feita diariamente por ao menos 30 minutos, e ouvir a canção é uma atividade “extra”. Ouça a música o maior número de vezes que puder – e você verá os resultados no seu inglês rapidamente.

Ao final da semana você terá aprendido palavras, frases e expressões que você vai utilizar de maneira natural… E o melhor, você não estudou NADA de gramática. É simplesmente fantástico estudar através deste método.

Então aceite este DESAFIO, torne ele uma rotina semanal e você vai ver que em um mês você vai aprender um inglês que seria aprendido após alguns anos de estudo de gramática… e olhe lá.

Para finalizar NÃO esqueça de deixar o seu comentário sobre este artigo. Sua opinião é muito importante para nós :D

Jota Filho é fundador do site Inglesar, que tem como principal missão ensinar inglês através de filmes, séries e música. Já ajudou e vem ajudando centenas de pessoas em todo o Brasil a aprender inglês através deste método.

Não dá pra falar inglês sem sair do Brasil. Será mesmo?

Olá! Na dica “Como Aprender Inglês” de hoje, eu falo sobre uma pergunta que ronda os pensamentos de quase todo aprendiz: dá para aprender inglês sem sair do Brasil? Mesmo?

Não perca o vídeo, assine o canal no YouTube e por favor envie para aquele seu amigo ou amiga que está precisando de um “up” no inglês!

(Você pode também clicar aqui para assistir o vídeo no site)

Agora, corra no canal Inglês Online no YouTube e assista meus outros vídeos.

Clique aqui para acessar a série de dicas Como Falar Inglês

Até a próxima!

Exatamente como montar uma rotina de Listening com o material de inglês que você tem

Olá! Aqui é a Ana Luiza.

ingles-listeningComo fazer progresso real na fluência? Como ver que sua habilidade de falar inglês está melhorando, e que cada vez mais você percebe palavras e frases em inglês vindo à sua cabeça naturalmente quando quer falar aquilo?

Essas são perguntas que eu respondi na série de dicas Como Falar Inglês, mas aqui vai o resumo: mergulhando de cabeça no listening, é claro. :-) (Se você ainda não leu essa série, faça um favor a você mesmo, pare tudo e leia já, de cabo a rabo).

Como um tipo de follow-up àquelas dicas, hoje eu vou mostrar um passo-a-passo de como montar uma rotina de listening. E esse passo-a-passo é especialmente dirigido a quem está começando, em particular se este for seu primeiro contato com listening de uma forma mais consistente.

Antes de mais nada, preciso deixar uma coisa super clara: uma rotina de listening eficiente (ou seja, que vai produzir impacto significativo na sua compreensão e também na sua habilidade de falar) precisa ser feita com material de áudio que você já compreende. Isso é super importante – de novo: leia a série Como Falar Inglês para saber porque.

Não importa se você vai usar o CD da aula de inglês ou episódios do seu podcast favorito: faça o teste de compreensão antes, ou seja, ouça uma amostra do material e avalie o quanto você compreende. Eu recomendo usar áudio com uma média de 90% de compreensão, e dispensaria material onde eu compreendo menos que 80%.

Se você quiser fazer um “pré-trabalho” de compreensão antes de iniciar sua rotina de listening, ou seja, usar transcrição do áudio, dicionários, recursos online, ou até seu professor de inglês pra conseguir entender aquele material que nesse momento você não entende ainda, vá em frente! O importante é não achar que ficar ouvindo uma coisa que “parece grego” vai magicamente fazer você passar a compreendê-la, ou assimilar a língua.

Tenha em mente que o que vai abaixo é uma sugestão – com o tempo, adapte à sua rotina e necessidade. Lembre-se também que isso é um início, e que eu recomendo essa rotina para quem estiver começando.

COMO FAZER SUA ROTINA DE LISTENING

PASSO 1
Escolha material de áudio que dure, no total, em torno de 2 minutos. Exemplo: cada diálogo do seu livro de inglês dura 30 segundos. Escolha 3 ou 4 diálogos no máximo, o que vai totalizar entre 2 minutos e meio e 3 minutos.

PASSO 2
Carregue esse material no seu player de mp3 ou celular no domingo à noite.

PASSO 3
Ainda no domingo à noite, pense em que horário dos próximos dias – segunda, terça, quarta, quinta, sexta  e sábado – em que você vai ter tempo livre para ouvir esses diálogos.

Veja que eu não estou falando de “ouvir como quem ouve um barulho de fundo”; mas sim ouvir com atenção o que a pessoa do áudio está falando, como se ela estivesse conversando com você.

Como eu sugiro lá na série Como Falar Inglês, use estes períodos:

  •  quando estiver preso no trânsito;
  • logo depois de acordar, durante a sua rotina matinal;
  • quando estiver na academia, fazendo esteira;
  • logo antes de dormir
  • quando estiver passeando com o cachorro;
  • quando for lavar prato / passar roupa / outra atividade que deixe a mente livre;
  • quaisquer 15-20 minutos em que você possa sentar tranquilamente.

Para este início, ouça um mínimo de 20 minutos por dia. Se você puder “quebrar” em dois períodos de 10, 15 minutos por dia, melhor ainda.

PASSO 4
Se sua rotina de listening envolver usar seu aparelho fora de casa, tenha certeza de que não vai se esquecer de levá-lo com você. Ainda no domingo à noite, coloque-o na bolsa, na mochila, na maleta, etc.

PASSO 5
Faça seu listening todo dia, de segunda a sábado. É simples mesmo: coloque os fones de ouvido, ligue o player e ouça seus áudios várias vezes no seu período escolhido até totalizar 20 minutos.

Uma dica: faça o melhor que puder para colocar sua atenção nas falas – de novo, imagine que a pessoa está se dirigindo a você. Isso faz bastante diferença!

PASSO 6
Quando chegar o domingo, é hora de uma rápida avaliação, feita por você mesmo. Para isso, tenha a transcrição do(s) áudio(s) à mão.
– Comece a ouvir o áudio e pare no meio. Você consegue se lembrar, ou (melhor ainda) dizer em voz alta algumas das frases ditas? Confira na transcrição o que você conseguir.
– Se o áudio for um diálogo, pare no momento em que alguém fizer uma pergunta. Você consegue se lembrar ou (melhor) dizer em voz alta a resposta da outra pessoa?
– Se o áudio não for um diálogo, faça a mesma coisa: pare em um determinado momento. Você se lembra ou consegue dizer a fala que vem em seguida?

Não tem problema nenhum se você não conseguir fazer essas atividades: isso significa apenas que você precisa aumentar sua exposição ao material (em outras palavras, continuar com a rotina.) Caso você se saia muito bem nesse teste, substitua o material pelos áudios seguintes, e continue com a rotina.

Se você nunca experimentou fazer um listening mais intensivo da maneira como descrevi aqui, talvez isso tudo pareça meio estranho. O que eu te peço é, tente. A verdade é que, quanto mais você praticar uma rotina de listening, maior e mais rápida vai ser a sua absorção da língua. Não deixe de ver os depoimentos de quem colocou isso em prática lá na página da série Como Falar Inglês. E depois, me escreva contando!

Facebook
Inglesonline on Facebook
Twitter Tweets by @inglesonline
iTunes
RSS

Receba as dicas do Inglês Online em seu email…

…e ganhe o PDF 24 Dicas e Atividades do Inglês Online!

Sponsored by: Adultwork