Como falar inglês: As dicas essenciais

A série “Como Falar Inglês” foi originalmente publicada aqui no blog em outubro de 2009 e, desde então, tornou-se o conteúdo mais lido, compartilhado e divulgado do site. Entenda por que ela faz tanto sucesso lendo os depoimentos ao fim das dicas. Enjoy!

COMO *FALAR* INGLÊS: É ALGUM SEGREDO GUARDADO A 7 CHAVES?

Não, mas às vezes até parece que é. Pouca gente pratica o que eu vou apresentar aqui, apesar da principal razão de as pessoas fazerem escola/curso/aula de inglês é querer falar.

É raro alguém explicar claramente, por A + B, sem sombra de dúvida, o quê te leva a adquirir fluência. Os conselhos variam de “Tem que estudar muito” a “É duro mesmo”, “Tem que morar fora” e “Assista filmes sem legenda”.

A intenção pode ser boa, e é verdade – não é de um dia para o outro. Mas esses conselhos são vagos – as pessoas entendem que “estudar” é estudar gramática (nada contra, mas só isso não leva você a falar naturalmente). Morar lá fora? Só alguns podem, e por incrível que pareça não é garantido que voltem falando.

Talvez por isso a maior parte das pessoas passe a vida sem conseguir se expressar bem em inglês, apesar de estudar por anos a fio.

AS DICAS SÃO SIMPLES…

…mas você tem que colocá-las em prática. Tanto faz que tipo de aula você frequente: essas lições fortalecem qualquer curso de inglês. Se você segui-las, em algum tempo vai ver progresso na sua compreensão e dali mais um pouco na sua habilidade de falar.

Cada vez menos você vai ter que se esforçar para lembrar como dizer algo no meio de uma conversa, e cada vez mais as palavras vão sair da sua boca sem você precisar puxar pela memória.

Não é de um dia para o outro e nem de um mês para o outro que você vai se tornar super fluente em inglês (apesar de que você pode ver, sim, diferença em pouco tempo). Mas você pode começar hoje, e daqui a seis meses não vai estar se perguntando ainda O que eu faço pra melhorar meu inglês e conseguir falar direito?

TUDO GIRA AO REDOR DE LISTENING (OUVIR)

Sim, ouvir inglês é o que você pode fazer de mais importante para chegar a falar naturalmente. Listening pesa MUITO mais do que ‘estudar gramática’, ‘fazer exercício’, e até mesmo ‘praticar conversação’ no caminho para a fluência, e eu acho que se mais gente realmente entendesse isso, mais gente estaria se expressando melhor em inglês.

Como você vai ver na próxima lição, o “grosso” de um idioma é adquirido inconscientemente, enquanto você ouve coisas que compreende naquele idioma. Uma língua é algo complexo demais para ser automatizada através de processos conscientes como estudo e memorização.

Aaaah, tá… Valeu, mas eu já sabia que listening era importante. Inclusive, já faço.

É? OK. Se você já faz listening há algum tempo e está obtendo tudo que deseja e mais, legal. Ou talvez você se identifique com um dos exemplos abaixo:

  • Eu assisto filme, noticiário. Não entendo quase nada mas me falaram que tem que persistir.
  • Eu ouço na aula quando o professor/a coloca os diálogos, e em casa eu estudo bastante a gramática e os exercícios. E dou uma ouvida também, claro.
  • Eu tento fazer, mas é difícil. Toma tempo, porque pra entender eu tenho que ler o texto ao mesmo tempo e procurar várias palavras no dicionário.
  • Faço listening sim. Eu assisto uma série americana toda 4a feira. Tá valendo?

Quando alguém diz que já sabe que listening é importante, isso não quer dizer que a pessoa esteja fazendo, ou fazendo bem. É que nem exercício físico: todo mundo sabe que é bom mas pouca gente faz. Isso ocorre porque lá no fundo muita gente associa essas atividades a esforço e dificuldade. Só que não precisa ser assim. Aliás, os melhores resultados vem quando não é difícil nem chato.

Se você já faz listening mas não viu grande progresso ainda, com pequenas mudanças em como você faz e o quê você usa, você pode tornar sua prática muito mais eficaz. Com o tempo, sua resistência inconsciente diminui porque você constata por si mesmo que é totalmente possível adquirir a língua. Você se pega usando expressões que nunca tinha usado, que nem lembra onde ouviu. Você relaxa, e a sua aquisição vira uma bola de neve.

E se você não faz listening ainda… legal. Você vai se surpreender com a diferença que essa prática faz.

SETE DICAS PARA VOCÊ SABER DE TUDO

Ao longo das próximas dicas, eu vou dizer a você:

  • porque não adianta ficar só estudando
  • como saber qual áudio é melhor para você
  • a importância de facilitar as coisas na sua rotina de listening
  • fontes de áudio na Internet (e às vezes offline) para diferentes níveis
  • a importância de relaxar
  • o papel da gramática

Sãp 7 lições + um checklist.

Prepare-se! Falar e entender inglês naturalmente é uma delícia, é viciante e abre mil portas para novas situações, oportunidades e pessoas na nossa vida. Você não vai querer parar mais.

Vá para a próxima lição desta série (e se você é iniciante, não deixe também de conhecer o Curso Inglês Online para Iniciantes)

DEPOIMENTOS DE QUEM COLOCOU AS DICAS EM PRÁTICA

Muito obrigada mesmo pelas dicas realmente ajuda muito, eu quero fazer mestrado fora do pais e quero obter fluência o mais rapido possivel. Não conheço ninguém com quem eu possa conversar, com frequência, em inglês (o pessoal do curso que não gosta de falar inglês fora da aula).Então tenho colocado em práticas as suas dicas e é impressionante como as palavras, frases, expressões vem ao pensamento sem esforço, aí eu falo sozinha e solto frases que ninguém entende( estão começando a me achar meio louca but I don’t care!) mais uma vez muito obrigada!  –Emanuelle Monteiro do Nascimento

Olá Ana Luiza,meu nome é Diogo,e eu moro no Rio!
Gostaria de te escrever agradecendo e também contando sobre minha experiência com os podcasts.
Tenho seguido fielmente suas dicas,e baixei todos os seus poadcasts e também alguns outros da lista que você indicou,e escuto isso em todo tempo livre (all the time),entre uma aula e outra da faculdade, realmente escuto muitas vezes o mesmo áudio e cada vez prestando a atenção nos mínimos detalhes,sempre pego alguma coisa nova, posso dizer que você se tornou a minha maior parceira de estudos, mesmo sem te  conhecer pessoalmente!
Realmente fiquei admirado com o avanço! Tanto na compreenção auditiva,como também na fala!
Estou falando coisas que antes gaguejava bastante com muita naturalidade e rapidez, e estou muito satisfeito com os resultados! Se alguém tivesse me dado essas dicas logo quando começei a estudar inglês,cerca de 2 anos atrás,creio que já estaria fluente, mas como não adianta chorar o leite derramado…só resta trabalhar mais agora.
Enfim Ana muito Obrigado mesmo,você é muito talentosa e creio que como você está me ajudando também o deva estar fazendo a muitos ! Um grande beijo Ana e meus parábens pelo seu incrível trabalho!
Take care  — Diogo Carvalho De Souza, Graduando em Engenharia Eletrônica pela UERJ

Oi Ana, bom dia!
Hoje minha leitura está um pouco acima do nível intermediário e há dois meses comecei a fazer listening através do site spotlight que encontrei por meio do seu site. Percebi um avanço na compreensão do áudio e mais ainda na pronuncia que hoje flui naturalmente. Obrigado! — Ironn Lee

Olá, Ana! Tudo bem?!
Comecei a estudar em 2006, mas confesso que após ter saído do meu curso, que era no FISK, meu inglês não estava exatamente como eu esperava, pois saí entendendo bastante, mas na hora de falar minha mente simplesmente dava um branco, mas enfim…
Após eu ter começado a seguir as dicas de como ter progresso na fluência, dicas que você postou no site, percebi que tenho melhorado muito o meu speaking , pra ser sincero até imprimi e encadernei essas dicas. — Lúcio Novaes

Olá Ana, há uns 3 meses atrás eu mandei varias perguntas para você e com toda paciencia você as respondeu e hoje com apenas 6 meses de estudo eu posso dizer que estou falando inglês ! Tenho muito o que aprender ainda pois agora que as coisas começaram a fazer sentido.
Eu faço 2 tipos de Listening , um por diversão acompanhando um site que você mesma recomendou VOANEWS e também gosto muito do English cafe com o Dr. McQuillan, e o outro levo muito a sério praticando as expressoes,anotando palavras e frases e melhorando minha pronuncia e vocabulario que é a sessão Daily Life no site ESLPOD. Obrigado pelas dicas maravilhosas. TAKE CARE.  — Lucas

Ana Luiza
As suas dicas essenciais para aquisição da lingua inglesa, era o caminho que eu estava procurando para adquirir fluencia em inglês. já entrei nesse caminho. Listening, listening, Listening… é o que estou fazendo. Repetindo áudios até entender. Realmente funciona. Congratulations, you are wanderful. Thanks for all.   — Genario, from Natal/Rn

Ana, na verdade, eu imprimi todas as lições, pois tudo que vc escreveu lá, virou bíblia de cabeceira para mim e de vez em quando, dou uma lida e sempre descubro um detalhe que eu não havia me atentado na leitura anterior. É fantástico. Enquanto leio o seu material, fico pensando como conseguiu detectar os detalhes emocionais daqueles que estão aprendendo inglês. Parece coisa de psicólogo e olha que eu entendo disto, pois lido com eles há 22 anos.
Enfim, eu agradeço pelas lições que vc escreveu e por ter detectado nossas dificuldades com tanta precisão como redigiu no seu material. Tenho certeza que está ajudando muita gente. Grande beijo. — Valéria N. Gonçalves

Ana, bom dia,
Estou recebendo seus emails e quero parabeniza-la pelo excelente trabalho. Seu método é ótimo, inteligente, e mesmo sem nenhum curso meus listenings já estão dando resultados. — Marcos Fiore

Facebook
Inglesonline on Facebook
Twitter Tweets by @inglesonline
iTunes
RSS

Receba as dicas do Inglês Online em seu email…

…e ganhe o PDF 24 Dicas e Atividades do Inglês Online!