Aviso: nunca ofereça chá para um inglês sem ler essa dica!

By Ana Luiza | Lições de Inglês

Mar 27
Aviso nunca ofereça chá para um inglês sem ler essa dica!
Print Friendly, PDF & Email

Chá e os inglesesHello.

Hoje eu vou contar pra você a experiência “interessante” com… chá que eu tive aqui na Inglaterra. Faz umas três semanas. Sem mais delongas, aqui vai o ocorrido:

  • Recebi um amigo inglês em casa no domingo. Perguntei se ele queria um chá.
  • Ele, é lógico (sendo inglês), disse que sim.
  • Fui pra cozinha, fiz duas xícaras de chá, voltei e dei uma pra ele.
  • Ele bebeu um gole (he took one sip), olhou pra mim e disse “This is the worst tea I have ever had.”

Para quem não entendeu, ele disse “Esse é o pior chá que eu já bebi na minha vida.”

A minha reação, claro, foi cair na gargalhada. E eu ainda concordei, “I know, this is bad. Sorry!” Acho que eu estava um pouquinho de ressaca da noite anterior (o que, segundo meu amigo, não é desculpa), mas até EU sabia que o chá não estava bom.

Percebendo a gravidade da situação, ele, mais que depressa, sacou seu celular e disse que ia me educar prontamente sobre a questão do chá.

Leitor do Inglês Online: saiba que chá é um assunto seríssimo na Inglaterra. Essa “moda” começou aqui no século 17, e desde então chá tornou-se a bebida nacional, com direito a debates acalorados sobre qual a melhor maneira de prepará-lo, produtos específicos para o tipo de água que você vai usar e por aí vai.

Chá Yorkshire e os ingleses

A marca Yorkshire Tea oferece um produto para ser usado com água normal e outro para ser usado com “hard water”, que é comum em Londres e tem maior teor de minerais

Bom. O que meu amigo fez foi me educar da maneira tradicional, ou seja, me mostrar um vídeo de um cantor de rap ensinando como fazer chá :-)

Por favor, assista o vídeo! Lembre-se que por trás de tudo isso tem muito humor – mesmo quando o assunto é sério, como ‘chá’. O artista, Doc Brown, nasceu e cresceu em Londres e é filho de mãe jamaicana e pai inglês. Quando o vídeo terminou, meu amigo confirmou que a receita do Doc Brown está correta. O interessante também é ver os comentários abaixo do vídeo no YouTube, onde tem gente que discorda do artista…

Veja a letra do vídeo, e, abaixo dela, eu continuo com meu comentário!

AVISO: o rap contém profanity (= palavrão, palavras de baixo calão)

O Doc Brown começa explicando que raiva é algo necessário pra fazer rap, mas que os motivos dos amigos dele são diferentes dos dele:

Rage, rage is key to rap. You got to understand that, right? Rage is vital, you have that fire in your belly.  I think of all my mates who rap…

You can give them a topic like police, race, politics… Anything will get them fired up and inspire the lyrics. I mean, me… I couldn’t get angry and start rapping about politics. I’m too much of a fence-sitter (ele é em cima do muro). Too wishy-washy (=indeciso). I’m apathetic. Me, I’d be “Fuck Nick Clegg, he’s a wannabe… However I do agree with some of his policy…”

But it does make me wonder, is there anything… Is there any one topic that could get me fired up enough to come back and take the rap game by storm? You know, and then I realised there’s one thing, there’s only one thing that could make me near homicidal. This is called “My Proper Tea. Alright?”

(começa a cantar)

I don’t know what the fuck I was thinking
I bring you to my house as a friend in my kitchen
You offer to make the tea, naturally I say yes, you’re my guest
So I take the offer gratefully
But then what I see made my heart burst
You’ve only gone and put the fucking milk in first!  (<— esse foi meu primeiro erro: coloquei o leite antes da água. Meu amigo adivinhou só de provar o chá)
No! You must be out of your mind,
Looks like you went and poured about half a pint,
Now even with the boiling water my tea is already lukewarm, (<— sim, o chá ficou morno… Horror!)
Man where the fuck were you born,
Nah, you destroyed the thing that was sacred,
Pour it down the sink let me show you how to make it.
Tea bag in first, pour the water on top,
Shut up man, I’ll tell you when to stop,
Then you know exactly how much milk is required,
Making assumptions on how I like it…!
Whoa whoa whoa what you doing? Don’t let the tea bag sit there brewing,
You gotta stir straight away don’t stop,
Otherwise you get that weird scum on the top. (<— ficou mesmo com a espuminha em cima…)
And now you put my sugar in. What’d you leave it for?
Didn’t even stir it in, you’re unbelievable!
What did you think it would disintegrate itself?
Bruv you need to go and see a shrink and get some help,
You chose the wrong brother’s cuppa to mess with,
Now go and get me a mother fucking digestive (digestive é um tipo de biscoito),
Stay the hell away from my cup, bitch,
Don’t even meddle with my kettle. Don’t touch it!
Man go sit down go watch telly,
And give me back my teaspoon bruv, you’re not ready.

I’ve been Doc Brown, thank you very much.

(apresentador) Give it up (=aplaudam) for Doc Brown!

 

E aí? Tá convencido de que chá é assunto sério por aqui?

Falando com outras pessoas descobri que existe também o debate de se é para deixar a tea bag dentro da xícara (o chá fica mais forte) ou não. A maioria das pessoas acha que não – você deve deixar o chá ficar em infusão (you must brew your tea) por cerca de 2 minutos apenas — eu ainda por cima deixei as tea bags dentro das xícaras!! #TEAFAIL

Espero que você aprenda com o meu erro.

:-)

Follow

About the Author

Ana Luiza criou um blog de dicas de inglês em 2006, e depois de muito pesquisar o que faz alguém ganhar fluência numa segunda língua, criou seu primeiro curso de inglês em 2009.

>