Professora, entendo o seu inglês mas não entendo o inglês dos outros! – Inglês Online

Professora, entendo o seu inglês mas não entendo o inglês dos outros!

By Ana Luiza | Aprenda a Aprender

Oct 13
Professora, entendo o seu inglês mas não entendo o inglês dos outros

E quando você acha que está tudo OK na aula – você entende o que o professor fala, e também o inglês do livro… E então resolve ouvir algum áudio que não tem nada a ver com a aula, e fica boiando.

Um aluno me escreveu dizendo que nem a leitura da transcrição do áudio ajudou, e ele pede uma orientação. Veja minha resposta no vídeo abaixo.

(Se você está recebendo esse post pela newsletter, acesse o vídeo nesse link)

Transcrição do vídeo

Oi pessoal, aqui é Ana Luiza, do Inglês On-line.

Eu estou aqui com outra dúvida que eu recebi, de um aluno também do curso On-Line, e de novo é uma dúvida que tem, dois pontos, e traz duas questões bem interessantes que eu acho que vão servir para bastante gente.

Essa é a situação: ele está terminando já o curso, está na lição 48, e me diz professora: “Eu faço tudo direitinho, estou ouvindo as lições, estou entendendo tudo, eu faço listening todo dia, eu todo dia reservo uma horinha pra estudar. Só que eu fui ouvir um outro áudio esta semana, na internet, eu peguei um áudio de uma outra pessoa falando, e eu inclusive li a transcrição, (o texto) desse áudio e eu não entendi nada!”

Então ele me escreveu: E agora professora? Será que eu só entendo o que VOCÊ fala?

E assim: é logico que esta situação, pode acontecer com qualquer pessoa, que esteja fazendo qualquer curso. Tipo, “Eu entendo tudo que meu professor fala, mas outro dia encontrei com um americano, não entendi nada.”

Quantas vezes, eu pelo menos já ouvi muita gente falando isso.

Então quando eu falei essa dúvida é muito boa, por que ela levanta dois pontos importantes:

Então o Primeiro Ponto é o seguinte: Eu respondi ao meu aluno por e-mail, e pedi pra ele me mandar o link desse áudio, de um desses áudios que ele ouviu e disse que ele não entendeu nada, eu quero ver que áudio é esse. Porque: ele não respondeu ainda, mas o que eu acho que aconteceu. Simplesmente ele deve ter ouvido um áudio que está num nível acima do conteúdo do curso que ele está fazendo.

O Curso que eu ofereço ele vai do início até um pré-intermediário. Um curso forte, mas ele chega nisso: num pré-intermediário. E os áudios que eu ofereço para os alunos, quando eles vão ouvir aquele áudio de listening, aquilo já foi mais do que explicado. Eu explico, eu mostro, tem desenhos, tem figurinhas, explico em português. Então quando a pessoa vai fazer o listening, a compreensão dela já está assim… TOP, daquele áudio. Então é diferente dele ir para a internet e pegar um áudio, que não foi necessariamente explicado para ele antes, que não necessariamente ele compreende, e ouvir aquilo.

Fora isso, eu vou fazer algumas perguntas para ele.

Eu vou perguntar quanto tempo ele disse que está fazendo listening? Que está ouvindo bastante.

Eu vou perguntar para ele quanto tempo faz que ele está fazendo listening?

E também vou perguntar que resultado ele teve nos testes de compreensão?

É diferente se ele estiver fazendo listening a três meses, quatro meses, ou se ele começou na semana passada. Então é uma coisa que eu vou esperar a resposta dele para ver.

Mas eu estou achando que provavelmente é isso. Ele simplesmente pegou um áudio da internet, alguém falando, talvez seja um podcast, e está num nível acima do que ele compreende agora, que é no máximo um pré-intermediário.

A internet é bem difícil, pelo menos na minha experiência, não tem muito áudio legal para quem está iniciando. Quando eu digo “áudio legal”, eu não estou falando assim: áudio interessante ou áudio nativo. Isso tem, tem de monte. Tem áudio nativo de gente conversando naturalmente, está cheio disso.

Mas quando eu digo áudio legal, eu digo um áudio que um iniciante consiga compreender.

Porque se você ficar ouvindo, eu acho que já toquei nisso no vídeo anterior, se você ficar ouvindo dez vezes uma coisa que você não entende e se você não tiver parâmetro para compreender aquilo, na décima vez, você ainda vai estar não compreendendo aquilo. Ainda vai continuar sendo um ruído, um barulho que você esta ouvindo. Se você não tem um parâmetro, um ponto de partida, para ir deduzindo, inferindo, se você não tiver uma compreensão mínima não adianta.

Eu até lembro de já ter visto na internet áudios, que são feitos assim, até a pessoa coloca numa página da internet os diálogos, e fala esses são diálogos básicos para quem está começando.

Agora, quem realmente sabe zero de inglês, se ela for olhar aquilo e estiver tudo em inglês, se ela não tiver nenhum instrumento ali, que seja um dicionário, ou se ela tiver a sorte de ter alguém que explique pra ela. Se ela não tiver nada disso, mesmo um diálogo simples, ela não consegue entender.

Mas enfim o Segundo Ponto, que eu queria mencionar, é até um ponto mais interessante que é o fato de que ele disse: “Professora, eu li o texto, desse áudio que eu não entendi. Eu li o texto, eu entendi o texto, e aí quando eu fui ouvir eu não entendi nada. Como assim?”

Você já deve ter reparado que os sons que correspondem as letras das palavras em inglês, são BEM DIFERENTES, dos sons que correspondem a essas mesmas letras no português. Quem já ouviu um pouquinho, já leu algumas palavras em inglês, talvez você já tenha tido até a experiência de pronunciar muita palavra errada em inglês antes de alguém te corrigir ou antes de você ter a oportunidade de ouvir a palavra pronunciada corretamente.

O sistema fonético, o sistema de sons do inglês é completamente diferente do nosso. Eu já mencionei isso em um Podcast que eu participei aí como convidada, e eu já fiz artigos sobre isso até tem dicas no blog do Inglês On-Line sobre isso. Toma cuidado, que se você estiver como objetivo de algum dia chegar a falar inglês, se você quiser ser capaz de se comunicar em inglês, toma cuidado para não começar a apreender inglês só com base em texto.

Porque: porque se você não tiver essa referência da fonética em inglês, dos sons do inglês, se você não tiver já adquirido, absorvido essa conexão, dos sons em inglês ou melhor, quando você lê as palavras em inglês, você já ter aquela noção de como ela soa. É uma coisa nova, é um sistema novo que você vai aprender. Se você não tiver essa noção, você vai ler um texto em inglês e você vai automaticamente “aportuguesar” ele na sua mente. E cada vez que você faz isso, é mais uma chance que você esta tendo de se habituar a esses sons errados. Se você passar muito tempo fazendo isso, você vai começar a simplesmente identificar aquelas palavras pelo som “aportuguesado”, você vai estar lendo palavras em inglês, (em português).

Eu até mencionei nessa dica que eu fiz no Inglês On-Line, que eu já tive vário alunos, vários alunos, principalmente com background técnico. Gente que lia muito manual em inglês, que lia muita documentação técnica em inglês, e eles apreendem a entender muito o inglês só lendo textos. E aí quando chega na aula eles tem dificuldade até de falar um How are you? Até de falar um My name is… I work… lá, eles têm dificuldade de falar coisas simples, porque eles não tiveram aquela referência dos sons. Então tomem cuidado, é muito importante ter o áudio junto com o texto desde o começo. Porque: porque você ouvindo o áudio, junto com a leitura do texto é que você vai inconscientemente, isso tudo vai acontecendo à medida que você vai fazendo, com prática. Você vai fazendo a conexão dos sons com as palavras que você esta lendo, e aí quando você vê, você já reconhece. Você bate o olho nas palavras e você já sabe como elas soam, você não pronuncia mais como se fosse português, e aí inclusive com o tempo, você vê palavras novas, até palavras que você não conhece, e você já tem uma noção de como se pronuncia.

Então essa é a razão pela qual esse meu aluno, ele consegue entender o texto. Agora quando ele ouve, aquilo é um conjunto de sons estranhos para ele. Porque isso me diz, isso que ele me contou, me diz que ele ainda não fez a associação dos sons com a escrita.

Vou colocar o link desse artigo no post, no blog e também em baixo do vídeo no YouTube pra vocês.

Essa foi a dica de hoje e até a próxima.

Você já passou por isso?

  • Jennifer says:

    Concordo plenamente Ana. Estou tendo aula de fonética inglesa (minha prof é de Londres, mas vive aqui há algum tempo),e percebi que eu cometia erros básicos.A pronúncia é um desafio e a diferença entre a pronúncia de algumas palavras é mínima, mas o significado completamente diferente. Só pra dar um exemplo eu pronunciava FOR e FOUR da mesma maneira.Ela sempre recomenda aprender o som primeiro e depois a escrita,senão vamos querer ler do nosso jeito e aí já viu,né?
    Seus conselhos são sempre precisos e sua experiência nos ajuda muuuiito!
    Um super beijo!

  • >