Como se diz “balançar” em inglês? Será que é “balance”?

A dica de hoje é do professor Rogerio.

Hi there!

Hoje temos mais um verbo em português que pode assumir diferentes formas em inglês, dependendo do sentido, do contexto e da escolha de termos que fazemos.

Gostaria de começar dizendo que, a menos que quiséssemos usar um sentido pouco comum do verbo balançar em português (significando equilibrar, balancear), não será balance a tradução escolhida!

É que balance quer dizer exatamente isso em inglês: equilibrar, equilibrar-se. Veja os exemplos:

Italy Approves Cuts to Balance Budget by 2013‎
[Itália aprova cortes para equilibrar o orçamento até 2013.]

He helped his daughter balance on her bicycle before she started peddling.
[Ele ajudou sua filha a equilibrar-se em sua bicicleta antes que ela começasse a pedalar.]

 

Mas então como podemos dizer “balançar” com o sentido de movimentar(-se) para frente e para trás, ou de um lado para o outro? Temos à nossa disposição algumas opções:

1. shake

O sentido aqui é de sacudir, agitar:

– The plane shook a bit and immediately, you could smell smoke or fire…
[O avião balançou um pouco e imediatamente você podia sentir o cheiro da fumaça ou fogo…]

– Urban riots: seven days that shook Britain‎.
[Tumultos urbanos: sete dias que sacudiram a Grã-Bretanha.]

 

2. rock

rock dá uma ideia de movimento regular. Sabe aquela cadeira de balanço do vovô? Ou então o cavalinho de balanço do bebê? São respectivamente rocking chair e rocking horse.

E quando a mamãe ou o papai embalam o bebê para dormir? They rock the baby to sleep.

Vale muito a pena, também, aprender a expressão rock the boat, que significa incomodar, tumultuar, causar problemas:

– Jacqueline Smith Rossi rocked the boat at Danbury High, but made necessary changes.
[Jacqueline Smith Rossi incomodou/tumultuou no Colégio Danbury, mas fez as mudanças necessárias.]

 

3. swing

É usado, entre outras coisas, para o movimento do(a) balanço(a) do playground:

– Runcorn children can spend the rest of the summer swinging and sliding to their hearts content at a new playground opened last week.
[As crianças de Runcorn podem passar o resto do verão balançando e escorregando o quanto quiserem no novo parquinho que abriu semana passada.]

 

Vamos ver agora as combinações mais comuns com “balançar” em inglês:

a) balançar as redes (marcar gol): net

– Borges netted twice as Santos beat Avai 3-1 at home.
[O Borges balançou as redes duas vezes na vitória do Santos, em casa, sobre o Avaí por 3 a 1.]

 

b) balançar a cabeça (sinal de “sim”): nod

– “If you really love me baby nod your head”
[Se você realmente me ama, balance a cabeça (“diga que sim”).]

 

c) balançar a cabeça (sinal de “não): shake

Those passing by reviled him, shaking their heads.
[Os que passavam por ali o insultavam, balançando a cabeça.]

 

d) balançar os braços: wave

–  Jump up and down, wave your arms, make as much noise as you can and try to make yourself as big as possible.
[Pule para cima e para baixo, balance os braços, faça barulho o máximo possível e tente fazer-se tão grande quanto for possível.]

 

Bom, já temos bastante material sobre isso, não é mesmo?!

Quais dessas palavras são novas para você? Registre-as em seu caderno de vocabulário com exemplos pessoais e verdadeiros sobre você e procure perceber onde elas estão por aí.

See you next time…

Phrasal Verbs do Inglês, Parte 3: Dicas para encontrar, registrar e praticar

O post de hoje é do Rogerio Costa

Chegamos à terceira e última parte de nossa série sobre phrasal verbs. Agora que já sabemos sobre eles, é hora de conhecer dicas de como utilizá-los:

  • Deixe de lado as longas listas de phrasal verbs fora de contexto. A “decoreba” pode até ajudar na hora de fazer aquela prova na escola, mas faz muito pouco (ou nada!) para um real aprendizado do idioma!
  • Exponha-se ao máximo ao inglês falado (listening) e escrito (reading). Comece a prestar atenção que os phrasal verbs estão em todo lugar, nos mais diversos estilos de fala e texto: músicas, filmes, notícias, artigos, podcasts etc. Encontrou um novo phrasal verb? Anote-o, procure entender seu significado na frase. Você provavelmente verá que ele aparece em outros lugares. Caso contrário, se ele é muito raro, é um sinal de que não é relevante para o aprendizado, pelo menos por enquanto… Não consegue deduzir seu significado pelo contexto? Veja a dica 4.
  • Que tal registrar em um caderno de vocabulário os phrasal verbs que encontrou? Use e abuse de exemplos pessoais, contextos e associações (imagens, sinônimos, antônimos etc) que podem ajudá-lo(a) a internalizar o novo phrasal verb. Aqui vale uma observação especial: note que na lista disponível na primeira parte deste guia, para cada phrasal verb do item 6 foram incluídos exemplos de objetos normalmente combinados com eles (collocations). Isso é uma ajuda e tanto na hora de estudar os phrasal verbs! Experimente sempre aprender novas palavras com suas “companheiras”!
  • Se precisar obter informações sobre um phrasal verb, estiver com dúvidas na hora de usá-lo e tiver a disponibilidade de usar um dicionário, aproveite para aprender o máximo sobre o novo termo: sua estrutura, exemplos, diferentes significados, pronúncia e combinações mais comuns. Veja alguns exemplos aqui, aqui e aqui.
  • Procure colocar o phrasal verb em prática no seu dia-a-dia. Como? No email que você escreverá em inglês, no comentário que você vai deixar aqui no Inglês Online, em fóruns da web, na conversa via MSN, no Facebook, no Twitter, na sua redação da escola e onde mais puder usar o novo vocabulário que você está aprendendo de maneira espontânea.
  • Não adianta querer aprender muitos phrasal verbs de uma vez só. Não tente aprender todos; isso é impraticável mesmo para nativos. Ou você conhece todas as palavras do português…? Vá com calma e não deixe que esse tema seja um peso para você!

 

Um exemplo de como fazer tudo isso?

Ouça esse podcast da Ana e (1) identifique os phrasal verbs que ela usou; (2) busque sinônimos e/ou traduções para eles; (3) se necessário, consulte um bom dicionário; (4) escreva novas frases com exemplos reais e pessoais. São pelo menos seis phrasal verbs utilizados naturalmente em sua fala. Quais são eles? O que você pode aprender agora sobre esses termos? Consegue dar exemplos pessoais com eles?

 

Enfim… os phrasal verbs devem ser aprendidos/adquiridos da mesma maneira que os outros termos em inglês. Quanto mais você ouvir, ler e produzir inglês em situações reais, mais eles farão parte do seu cotidiano. Are you ready to get down to business?

P.S. da Ana: Se você já tem compreensão no mínimo intermediário-avançada, não deixe de conhecer as dicas do Tim Barrett, além de seus fantásticos produtos em áudio. Tim e seus irmãos enfatizam phrasal verbs em tudo que fazem – clique aqui para visitar o site.

Phrasal Verbs do Inglês, Parte 2: Situações de uso

Hoje a dica é do professor Rogerio.

Nesta segunda parte de nosso guia sobre os phrasal verbs veremos em quais situações podemos encontrar esses termos e quais seus diferentes tipos de acordo com sua estrutura nas frases (veja a parte 1 da série aqui).

Já mencionamos que é muito importante conhecer e usar os phrasal verbs, pois são termos muito comuns e utilizados no cotidiano dos falantes nativos de língua inglesa e em vários contextos da língua. Mas isso não significa que devemos fazer uso deles em qualquer situação.

Quando usar?

É muito comum os phrasal verbs serem empregados em situações informais ou não muito formais (neutras), como nos exemplos autênticos listados abaixo:

a) I bumped into Mary at the mall last week. (frase do cotidiano)

[Na semana passada encontrei a Maria por acaso no shopping.]

b) 1,500 turn up for Facebook party. (manchetes de jornal, revista, sites)

[1.500 aparecem para festa do Facebook.]

c) Ladies and gentleman, give it up for Mr. Steve Carell. (evento, programa de TV)

[Senhoras e senhores, palmas para o Steve Carell.]

d) Don’ t let me down (nome de música)

[Não me decepcione.]

e) Cast away (nome de filme)

[O Náufrago

f) He could not keep up with time, never knew if it was night or day (…). (frase em um romance policial)

[Ele não conseguia acompanhar o tempo, nunca sabia se era noite ou dia (…).]

Há casos de uso de phrasal verbs em contextos mais formais, mas não trataremos disso por hora. Assim, em contextos e situações mais formais utilizaremos verbos que sejam sinônimos dos phrasal verbs. Como falantes de português, esses verbos de registro mais formal acabam até sendo mais fáceis para nós, uma vez que muitos têm origem no latim. Alguns exemplos:

  • go up = increase
  • find out = discover
  • look after = take care of
  • get over = recover
  • carry on = continue
  • give up = stop
  • put out = extinguish
  • pick up = collect

Quando, porém, não há equivalente mais formal para o phrasal verb, eles são usados mesmo em qualquer contexto: wake up, break down, take off, break into etc.

 

Gramática

Aqui vai um pouquinho de gramática para quem achar que ajuda. No aspecto gramatical, os phrasal verbs dividem-se em:

1. intransitivos = não têm objeto

Exemplo: eat out

We are eating out tonight to celebrate Valentine’s Day. [Jantaremos hoje à noite para celebrar o dia dos namorados.]

2. transitivos separáveis = têm objeto que pode ser inserido entre as partes do phrasal verb ou colocados após o termo.

Exemplo: call off

The partners called the deal off. = The partners called off the deal. [Os sócios cancelaram o acordo.]

Repare nisso

a) Veja que aqui o ‘objeto’ (o deal, ou negócio) está sendo descrito de maneira específica. Aqui, é mais comum falar o phrasal verb todo de uma vez:

They called off the deal that was scheduled for next Monday.

[Eles cancelaram o acordo que estava agendado para segunda-feira.]

 

b) Quando se usa it, you, they etc., eles (os pronomes) vem no meio do phrasal verb.

Have you heard it? I can’t belive they called it off! (não é possível usar call off it)

[Você ficou sabendo? Nào acredito que eles cancelaram (o acordo).]

 

3. transitivos inseparáveis = têm objeto, mas esse objeto nunca é inserido no meio do phrasal verb

We need to find someone to look after the children tomorrow night. (não é possível usar look the children after, look them after etc.)

[Precisamos encontrar alguém para cuidar das crianças amanhã à noite.]

Observação: há casos de verbos que podem ser tanto transitivos quanto intransitivos, dependendo do uso ou mesmo do significado. Com o tempo você vai se deparar com essas situações e, com as dicas da parte final da série, saberá como lidar com elas!

 

Great! Agora temos a teoria… mas e a prática?

Como saber em qual tipo acima um phrasal verb se encaixa? É obrigatório usar um objeto? Posso separar o verbo da partícula? Não há regra ou fórmula mágica!

Quanto mais você encontrar/usar um termo, seja na leitura, em um exercício ou em áudio, mais essa estrutura ficará armazenada inconscientemente em seu cérebro e seu uso correto vai tornando-se natural. A chamada “gramática internalizada” vai se formando na medida em que você tem exposição (leitura e listening). Nada de tentar decorar listas sem nenhum contexto… provavelmente você já percebeu que isso dá muito pouco resultado. Na hora de internalizar os mecanismos da língua com o objetivo de chegar a produzir a fala, nada, nada mesmo substitui muita exposição a pedaços da língua que você compreende. Não deixe de ler a série de dicas Como Ter Progresso na Fluência, que te mostra o que fazer na prática.

Na parte final desta série teremos a oportunidade de praticar os phrasal verbs, saber onde podemos buscar informações para sanar eventuais dúvidas e dicas de como registrá-los e usá-los de maneira mais ativa. See you there.

Phrasal Verbs do Inglês, Parte 1: Introdução e exemplos básicos

Hoje a dica é do professor Rogerio.

A partir de hoje vamos aprender (ou rever) os principais conceitos sobre os famosos phrasal verbs e praticar com alguns exemplos bastante comuns. Para a primeira parte desta série, elaborei um guia simples e resumido com as principais características desses termos:

 

1. Os phrasal verbs são combinações de palavras (verbo + partícula) com significado próprio:

  • Exemplos de verbos: look, take, go, get, put etc.
  • Exemplos de partículas (preposições ou advérbios): up, down, off, in, on, away etc.

Muitos phrasal verbs são combinações de um verbo + uma preposição:

Exemplo: look for
Daniel is looking for a new apartment. Can you help him?
[O Daniel está procurando um apartamento novo. Você pode ajudá-lo?]

Muitos outros são formados por um verbo + um advérbio:

Exemplo: get up
What time do you usually get up?
[A que horas você geralmente acorda?]

Temos ainda alguns termos formados por um verbo + um advérbio + uma preposição:

Exemplo: get on with
Do you get on with your neighbors?
[Você se dá bem com seus vizinhos?]

 

2. Alguns phrasal verbs têm significado semelhantes ao do verbo base, sendo que a partícula costuma ser usada para ênfase: sit down, wake up, hurry up, add up etc.

Please sit down and wait for the doctor. [Por favor sente-se e espere pelo médico.]

Wake up! You’re late for school! [Acorde! Você está atrasado para a escola!]

Hurry up! We’ll miss the flight! [Corre! Vamos perder o vôo!]

Geralmente não temos dificuldade para aprender esse tipo de combinação porque basta conhecer o significado do verbo.

 

3. Porém, a maioria dos phrasal verbs tem significado idiomático: o sentido não se relaciona diretamente (muitas vezes nem indiretamente!) com o significado do verbo base: 

Exemplo: give up
She gave up smoking last year. [Ela parou de fumar no ano passado.]

São esses phrasal verbs que exigem nosso foco na hora de estudar e praticar!

 

4. Muitos desses phrasal verbs são usados para significados completamente diferentes em diferentes situações. Aqui, como é sempre bom enfatizar no aprendizado de um a língua, o contexto é muito importante!

Exemplo: take off

1. to remove something you are wearing
Ana took her clothes off and had a shower. [A Ana tirou a roupa e tomou um banho.]

2. to leave the ground and rise into the air
What time does your plane take off? [Que horas o seu avião decola?]

Exemplo: go off
1. explode
A bomb went off in Sao Paulo this morning. [Uma bomba explodiu esta manhã em São Paulo.]

2. to become inappropriate to eat or drink because it’s not fresh anymore
Milk usually goes off after a few days. [O leite geralmente estraga/azeda depois de alguns dias.]

 

5. Conhecer o sentido usual das partículas é uma estratégia bastante útil em muitos casos:

Por exemplo, a partícula up costuma ter o sentido de “completamente, por completo”, como nas frases abaixo:

eat up = to eat all of something

fill up = to make a container full by putting liquid/things in it

After eating up your vegetables, you can have dessert.
[Depois de comer todos os seus legumes, você pode comer a sobremesa.]

Is it better to fill up a gas tank when it reaches half or almost empty?
[É melhor encher/completar o tanque quando ele está na metade ou quase vazio?]

* Para um post só sobre a partícula up, clique aqui.

 

6. Os phrasal verbs estão presentes no dia-a-dia dos falantes nativos de língua inglesa e por isso devemos nos esforçar para aprendê-los e, principalmente usá-los.

Assim, vou sugerir uma lista de phrasal verbs “básicos”. Recomendo que você comece a praticar com estes termos, criando frases para seu cotidiano e reconhecendo essas estruturas nas suas leituras e estudos em geral:

  • stand up
  • sit down
  • lie down
  • get up
  • wake up
  • come from (Brazil, Canada)
  • turn on (the TV, the computer)
  • turn off (the TV, the computer)
  • turn up (the radio, the TV)
  • turn down (the radio, the TV)
  • put on (your shoes, your clothes)
  • take off (your shoes, your clothes)
  • try on (new clothes)
  • throw away (an old book, the trash)
  • get on (the bus, the train)
  • get off (the bus, the train)
  • ask for (help, the bill)
  • go away (for the weekend, for the holiday)
  • go out (at night, with your friends)
  • break up (with your girlfriend/boyfriend)

Vocë consegue traduzir e usar todos esses phrasal verbs no seu dia-a-dia?

Ah, sem contar os phrasal verbs que nem lembramos que já sabemos pois originaram termos que usamos em português: fazer o login (to log in); fazer o logoff (to log off); fazer o check-in (to check in); fazer o check-out (to check out) etc.

Observação importante: diferentes autores (livros, dicionários, gramáticas) e professores possuem diferenças sutis na hora de considerar uma combinação como phrasal verb ou não. A nomenclatura, porém, é o menos importante: nosso foco estará nas combinações idiomáticas e mais facilmente encontradas em diversos contextos. Por isso não consideraremos phrasal verbs os seguintes verbos que, regularmente, são seguidos por preposições específicas que não alteram o significado do verbo base:

  • listen to
  • look at
  • depend on
  • wait for

 

Trataremos desses casos em outra série, quando estudarmos as preposições…

Por hoje é isso! Espero que tenham gostado. A dica foi útil para vocês? As próximas partes de nosso estudo são:

Parte 2 – Situações de uso e a gramática dos phrasal verbs

Parte 3 – Dicas para aprender, registrar e praticar os phrasal verbs

Aguardo seu feedback sobre esse guia… see you next time!

Como se diz “bater” em inglês?

Hello!

Continuamos nossa série de verbos em inglês que admitem diversas traduções em língua portuguesa, dependendo do seu sentido ou contexto. 

O verbo bater é usado em muitas situações do nosso dia-a-dia; fiz uma rápida pesquisa e veja quantos usos diferentes encontrei abaixo:

 

BEAT: bater em algo ou alguém, geralmente de forma repetitiva.

Police officers had beaten the man with their batons

[Os policiais bateram no homen com seus cassetetes.]

 

BEAT: para referir-se à batida do coração.

The average person’s heart beats 70 times a minute.

[O coração de uma pessoa bate, em média, 70 vezes por minuto.]

 

BEAT: bater os ovos

Beat the eggs, then add the milk.

[Bata os ovos, depois adicione o leite.]

 

HIT: bater em algo ou alguém, uso mais amplo.

Dad! Peter keeps hitting me!

[Papai! O Peter fica me batendo!]

The robbers hit him over the head with a baseball bat.

[Os ladrões bateram na cabeça dele com um taco de beisebol.]

She slipped and hit* her head on the sidewalk.

[Ela escorregou e bateu a cabeça na calçada.]

* nesse caso pode-se usar o verbo bang também

 

HIT / CRASH INTO: batidas de veículos, aviões etc.

The bus hit/crashed into a tree and the driver was badly injured.

a car crash[O ônibus bateu em uma árvore e o motorista ficou seriamente ferido.]

An airplane had crashed into a mountain, killing all two hundred passengers.

[Um avião bateu em uma montanha matando todos os 200 passageiros.]

 

BANG: uso parecido com o HIT, desde que a batida tenha causado um barulho alto:

She banged her fist on the table.

[Ela bateu [a mão] na mesa].

Ou então a batida foi causada por acidente:

She banged her head when she dived into the pool.

[Ela bateu a cabeça ao mergulhar na piscina.]

 

BUMP: bater em algo ou alguém “de leve”, sem grandes danos:

Somebody has bumped into the back of my car.

[Alguém bateu na minha traseira (do carro).]

 

SLAP: usado para os tapas, geralmente no rosto, ou então aquelas “batidinhas” amigáveis nas costas.

I was so angry I wanted to slap him

[Eu estava tão bravo que queria bater nele.]

“How are you? I haven’t seen you for ages,” she said, slapping Jim on the back.

[Como você está? Não te vejo há séculos” disse ela, batendo nas costas do Jim.]

 

FLAP: para referir-se ao bater das asas

If a bird flaps its wings they move up and down quickly and regularly.

[Se um pássaro bate suas asas, elas movem-se rapidamente e regularmente para cima e para baixo.] 

* pode ser usado beat também.

 

STRIKE: refere-se à batida do relógio, do sino, do sinal etc ou então para a ideia de atingir alguém.

The clock struck six.

[Deu seis horas no relógio./O relógio bateu às 6 horas]

Evidence shows that the victim had been struck several times with an iron bar.

[As provas mostram que a vítima foi atingida diversas vezes com uma barra de ferro.]

 

SLAM: bater a porta, janela etc.

Don’t you ever slam* the door again when you leave, young man!

[Nunca mais bata a porta quando sair, mocinho!]

* nesse caso pode-se usar o verbo bang também

 

KNOCK: bater à porta

You don’t need to knock (at the door) when you arrive to the meeting, ok?

[Você não precisa bater (à porta) quando chegar para a reunião, ok?]

 

BREAK: bater um recorde

The record set by Kierson in ’84 has yet to be beaten.

[O recorde conquistado por Kierson em 84 ainda tem que ser batido.]

 

Há ainda outros usos desse verbo em português, muitos deles em expressões ou combinações próprias:

 

– Vamos bater um papo mais tarde? – Let’s have a chat later?

– Você pode bater uma foto nossa? – Can you take a picture of us?

– Você pode bater palmas enquanto cantamos – You can clap (your hands) as we sing.

– Não consigo parar de bater o queixo. – I can’t stop shivering!

– Não se esqueça de bater o ponto. – Don’t forget to clock in/clock out.

– Minha vizinha bateu as botas. – My neighbor kicked the bucket.

– Ele não bate bem! – He’s a little crazy!

 

Ufa! Tenho certeza que você está pensando: “São muitas opções!”. São mesmo! Tenho certeza que se continuarmos procurando encontraremos mais… E para cada verbo que aprendemos acima, há outras traduções além de “bater”. Por esse motivo aprender um idioma (inclusive nossa própria língua materna) é um processo que não acaba jamais.

 

Temos ainda outros exemplos distintos abaixo. Você consegue criar uma frase ou encontrar exemplos reais na internet com cada uma deles?

 

bater carteira = nick somebody’s wallet

bater continência = to salute

bater falta/escanteio = take a free kick/corner

bater em retirada = to beat a retreat

bater a meta = to reach the goal

bater boca = have a shouting match

 

Obs.: Grande parte das frases de exemplo são do CD-ROM Exams Coach da Longman e as traduções são simples sugestões minhas.

Facebook
Inglesonline on Facebook
Twitter Tweets by @inglesonline
iTunes
RSS

Receba as dicas do Inglês Online em seu email…

…e ganhe o PDF 24 Dicas e Atividades do Inglês Online!

Sponsored by: Adultwork