A primeira coisa que você deve fazer quando se sentir perdido no inglês – Inglês Online

A primeira coisa que você deve fazer quando se sentir perdido no inglês

By Ana Luiza | Aprenda a Aprender

Apr 23
A primeira coisa que você deve fazer quando se sentir perdido no inglês

Oi! Aqui é a Ana.

Uma das mensagens que eu mais recebo de alunos do Curso é mais ou menos assim: “Professora, estou perdido. Estou fazendo as lições, mas de repente comecei a confundir tudo e não sei o que fazer!”

Se isso te diz alguma coisa e você já teve essa sensação de estar perdido no seu aprendizado de inglês e, pior, sem a menor ideia do que fazer pra consertar isso, ASSISTA JÁ!

(Você pode também clicar aqui para assistir o vídeo no site)

Agora, corra no canal Inglês Online no YouTube e assista meus outros vídeos.

E clique aqui para acessar o link que eu mencionei no vídeo: Como Falar Inglês

Até a próxima!

TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO
Oi gente! Aqui é Ana Luiza, do Inglês Online. E hoje eu estou aqui com mais um vídeo para vocês.

Eu recebi… essa é uma dúvida, um e-mail que eu recebi de um aluno, faz algum tempo. Eu vou ler aqui para vocês o que ele escreveu: “Eu estou com dificuldade de memorização, eu vejo e escuto as lições, mas eu não estou tendo a capacidade de fixar o que eu estou aprendendo. E pior ainda no curso presencial que eu estou fazendo”.

Bom, gente, a versão curtinha da minha resposta para esse aluno foi: desacelere. Calma aí que eu vou explicar direitinho o que isso quer dizer.

Então, por que isso é um problema, o que esse aluno escreveu? Porque compreensão é fundamental. A língua é algo cumulativo que vai aumentando. Você no começo aprende um pouquinho, passa para as lições seguintes, o que você aprendeu no início continua lá nas lições seguintes, vai servindo de base para o que você vai aprendendo em seguida. Não tem como separar as lições 1 a 5 das lições de 6 a 10. Ou seja, se você chega na lição 8 e não consegue mais lembrar o que foi apresentado lá na lição 3 ou 4 – a compreensão sumiu -, isso claramente vai causar problema.

Então, é como eu falei, compreensão é fundamental. Só que compreensão é só o primeiro passo. Gente, presta atenção: é aí que muita gente erra.

Quando um aluno me escreve uma mensagem como a que eu acabei de ler para vocês, eu sei que ele está passando muito rápido pelas lições. E essa é uma mensagem… o teor dessa mensagem é muito comum. Provavelmente é o conteúdo de mensagem mais comum, de todas as mensagens que eu recebo de aluno. Então eu sei que o aluno está passando muito rápido pelas lições. As lições do curso são bem fáceis de entender. Então tem alguns alunos que se empolgam com essa facilidade e começam a passar pelas lições… fazem a 1 rápido, fazem 2, vão para a 3, para a 4… quando a pessoa chega na lição 18 – que já tem um volume considerável ali de conhecimento nas 18 primeiras lições -, aí às vezes a pessoa se dá conta de que tem coisa ali que… “peraí, agora eu não sei mais para o que usa isso. Não estou entendendo nada aqui”.

Então às vezes a pessoa não se lembra de coisa que foi apresentada lá na lição 5. Mas, espera aí, por que só agora que a a pessoa chegou na lição 18 é que ela está perguntando de coisa que apareceu lá na lição 5? Porque quando o aluno estava lá na lição 5, ele entendeu aquele conteúdo. Mas, é como eu falei para você: compreensão é fundamental. Mas, é apenas o primeiro passo do processo. O que vem depois desse primeiro passo, depois que você compreendeu, você tem que ter um tempo para aquele inglês entrar na sua cabeça. Compreender não é a mesma coisa que aquilo entrar na sua cabeça.

Se a gente estivesse falando de matemática, por exemplo, seria diferente. Você compreendeu como, vamos dizer, fazer uma operação matemática. Aí você pode sentar com calma, com uma folha de papel na sua frente, uma caneta, usar aquela operação matemática. Com língua, é diferente. Não é porque você compreendeu uma coisa que você já está pronto para sair ali e participar de uma conversa ao vivo e usar aquilo que você acabou de entender com fluência.

A nossa mente precisa de um tempo e precisa de exposição, aquilo que a gente entendeu, para aquilo ir entrando de maneira inconsciente na nossa cabeça. O grosso de uma língua entra na nossa cabeça de maneira inconsciente, ou seja, não é que a gente está inconsciente, mas a gente não percebe. Isso vai entrando à medida que a gente vai se expondo, de preferência eu recomendo o Listening, você vai não só se expondo à língua, mas se expondo também aos sons da língua.

Então imagine assim uma linha do tempo. Aqui é o dia… o comecinho aqui é o dia que você compreendeu alguma coisa, vamos dizer, um diálogo. Então imagine essa linha do tempo. Imagine você se expondo ao diálogo: aqui, aqui, aqui e aqui… várias vezes! Fazendo isso, você está dando à sua mente a chance dela absorver aquilo. É assim que acontece aquisição. E é aí que algumas pessoas erram. Porque elas consideram que o momento que elas compreenderam alguma coisa: “Pronto, ok, feito. Deixa eu passar para o seguinte”.

Se você pular essa parte da exposição continuada, de preferência rotineira, ao conteúdo lá da lição 5, tem uma chance de você chegar lá na lição 18 – e veja aí que da lição 5 à lição 18 já teve um monte de coisas aí no meio – tem uma chance de você chegar lá e falar assim: “Espera aí, o que é isso mesmo? Não lembro mais. Estou confundindo aqui com o que apareceu na lição 17. Como assim?”. Você não deu tempo para si mesmo, para aquilo entrar na sua cabeça e se solidificar.

Porque assim, se você der tempo, se você se expuser nesse tempo ao conteúdo, não tem problema. A nossa mente é uma coisa incrível, ela tem muito mais capacidade do que a gente imagina.

Então, assim, aproveite… o que eu quero falar para você é: aproveite essa capacidade imensa da nossa mente e coloque em prática esse processo de exposição. Não fique só na compreensão.

Então, voltando ao e-mail do aluno, foi por isso que o meu conselho inicial, a minha resposta inicial para ele foi a seguinte: desacelere. Eu conversei com ele e eu vi que ele tinha feito 15 lições em um mês. Foi entendendo, foi entendendo, foi passando de lição para lição, achando que era isso. Aí chegou lá na frente, confundiu tudo!

Bom, se esse é o seu primeiro contato comigo e você achou meio estranho esse negócio de compreensão, exposição e listening, por favor, clique no link que tem abaixo deste vídeo, que vai te levar para as dicas de como falar inglês lá no site Inglês Online.

E se você gostou do vídeo, por favor, assine o canal para não perder mais nada. Se você conhece alguém que você acha que vai se beneficiar dos ensinamentos, das dicas, por favor, mande o vídeo para a pessoa.

Eu sou a Ana Luiza, do Inglês Online, e te vejo na próxima!

  • Rafael Fernandes says:

    Thanks Ana, I loved the video.
    That was I need to know.
    :)

  • Luiz says:

    Ana Luisa, parabéns pela sua iniciativa e, principalmente pelas dicas que você nos traz. Sou professor de inglês e uso vários dos seus textos com meus alunos e eles adoram! É claro que sempre digo para eles quem é a autora e também deixo a fonte do seu site. Sou de Belo Horizonte, MG. Se precisar de algo daqui, estou à disposição.
    Obrigado e sucesso!

  • >