Inglês pelo mundo afora – Inglês Online

Inglês pelo mundo afora

By Ana Luiza | Lições de Inglês

Mar 26
Inglês pelo mundo afora

Todo mundo que já morou no exterior sabe que, mais cedo ou mais tarde, acontecem situações cômicas, desastrosas e/ou embaraçosas que refletem a nossa falta de conhecimento sobre a cultura ou língua local. Se você nunca teve uma experiência assim, é só procurar algum brasileiro que já morou fora, ou algum estrangeiro que está no Brasil há pouco tempo, e perguntar… é garantido que você vai ouvir alguma estória.

Algumas semanas atrás a Paula contou sobre suas experiências em Dublin, Irlanda, e outro dia, no Twitter, o Douglas Oliveira começou a falar de uma das situações mais comuns enfrentadas por quem estudou inglês no Brasil e vai para fora: chega lá, e cadê aquele inglês bonitinho da escola?

– How are you?
– I’m fine, thanks. How are you?
– I’m fine, thank you. What’s your name?
– My name is José da Silva.
– Nice to meet you, José. My name is John.

Conversa vai, conversa vem, e o Douglas acabou contando um pouco do que ele encontrou lá em Johannesburg, África do Sul:

South Africa é um caldeirão de culturas, com 11 línguas oficiais. Graças a essa variedade toda o inglês acaba sofrendo mutações e se torna bem diferente do inglês que conhecemos: às vezes nem um cidadão britânico ou norte americano consegue se comunicar direito.

Os descendentes de inglês falam o British English, e os descendentes de holandês fala afrikaans, além de inglês com sotaque muito forte.

Já os negros misturam inglês com línguas locais, o que resulta numa salada às vezes incompreensível. Isso acontece porque eles aprenderam primeiro sua língua mãe, e o inglês veio depois.

Por exemplo, para perguntar How are you? eles dizem HOWZIT BRU? E quando se despedem, dizem SHARP, SHARP. Levou um tempo até eu entender essa expressão, mas, hoje em dia, o fato de eu ter aprendido algumas palavras que vem do idioma zulu faz muita diferença quando me comunico com um negro sul africano.

Quando cheguei aqui em 2008, demorou três semanas para que eu entendesse o significado de ROBOT – não fazia o menor sentido para mim. Hoje é tranquilo: quando alguém fala ROBOT, sei que querem dizer TRAFFIC LIGHT (semáforo). Outro exemplo é crédito no celular. Eu dizia credit mesmo, até perceber que aqui eles chamam isso de AIRTIME.

Eu comecei esta dica de pronúncia com algo que testemunhei nos EUA, e é claro que eu também tenho as minhas estórias smile Na primeira vez que fui à Inglaterra, com 18 anos, o rapaz da loja me entregou a blusa que eu tinha comprado e perguntou uma coisa assim: Would you like to keep the hanger? (Você quer ficar com o cabide?) Não teve jeito de eu entender. Ele repetiu umas quatro vezes e na última eu entendi, mas aí ele já tinha desistido e guardado o cabide.

Particularidades na pronúncia, o sotaque, gírias locais, ou simplesmente maneiras de agir a que não estamos acostumados… Tudo isso são coisas que alguém num país novo vai encontrar. Ouça o Tim Barrett, um americano que cresceu no Brasil, falando sobre diferenças culturais, e a opinião do professor canadense Steve Ford (que também já morou no Brasil).

Se você já morou fora ou conhece gente nessa situação, quais são suas estórias? Quais são suas dicas para facilitar a adaptação à língua e à cultura locais? Escreva contando!

Sharp sharp!

Follow

About the Author

Ana Luiza criou um blog de dicas de inglês em 2006, e depois de muito pesquisar o que faz alguém ganhar fluência numa segunda língua, criou seu primeiro curso de inglês em 2009.

  • Osvaldo Junior says:

    Quando me passaram sites de VOA eu entendi que isto se trata de um tipo de programa para extrangeiros aprenderem inglês ouvindo e às vezes acompanhando legendas. Depende do nível do ouvinte.

  • Ana Luiza says:

    Osvaldo, com certeza, interagir com o pessoal local ajuda e muito!

    Sim, eu falo do VOA e dos exercícios aqui no site.. Maria, coloque VOA aí na busca e você vai encontrar as sugestões de sites. Que bom que vc tem aproveitado, e continue aparecendo!

  • Maria Antonieta Rocha Alves says:

    Sou Professora de Ingles. Morei 6 anos nos Estados Unidos…E estou aproveitando e gostando do inglesonline.com .Obrigada pelas dicas e artigos. O que sao exercicios de “VOA”?

  • Osvaldo Junior says:

    Interessante…
    E olha que a pergunta “cadê aquele inglês bonitinho da escola?” pode acontecer em qualquer lugar. Até na comunicação via internet acontece isto. Isto porque o “inglês bonitinho” é só o comecinho, a partida de um aluno de inglês. Depois tem que complementar muito conforme o local onde deseja-se ir.
    Acho que é uma boa forma de já ir se preparando para este tipo de coisa… E quando tiver bom na língua, aproveitar para conversar sobre os costumes no país da pessoa.
    Muitos americanos não gostam de pensar em sentenças da língua inglesa mais comuns entre estrangeiros.

    Outra coisinha: Recentemente um americano me recomendou praticar exercícios de “VOA” para listening (que está sendo o meu problema maior).
    Acho que este recurso já foi apontado aqui no inglesonline.

  • >